Foto : Portal IG Rosinei Coutinho/SCO/STF - 13.2.19

O partido que protocolou a  ação, os LGBTs devem ser incluídos no conceito de "raça social" e agressores devem ser punidos por racismo.

O Supremo Tribunal Federal (STF) deixou para a próxima quarta-feira (20) a continuidade do julgamento da ação que pede a  criminalização da homofobia , caracterizada pelo preconceito contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis). A sessão desta quinta-feira (14) foi a segunda rodada de discussões sobre o tema, mas acabou inteiramente dedicada ao voto do relator, ministro Celso de Mello – que ainda concluirá sua leitura na semana que vem.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

© 2019 Todos os Direitos Reservados
WhatsApp chat